Concha y Toro: visita à vinícola mais famosa do Chile

Hoje vou falar sobre um passeio incrível que fizemos há algumas semanas quando estávamos (eu e o namo) em Santiago: a visita à vinícola Concha y Toro, considerada a mais famosa do Chile! Quero também dar algumas dicas para quem pretende fazer esse passeio algum dia, já que as agências de turismo estão cobrando um valor absurdo nesse passeio.

Reservando a visita

Fizemos a reserva da visita à Concha y Toro aqui mesmo no Brasil, uns 4 dias antes de embarcarmos. Como é um passeio bem concorrido, é importante reservar com antecedência para não perder a oportunidade. Para reservar, é bem simples: é só acessar o link https://www.conchaytoro.com/tour-wine-experience/reserva-tu-visita/ e preencher o formulário com as suas informações. Eles têm guias que falam português, o que é o máximo, porque o espanhol dos chilenos é muito rápido (hehehe).
Existem dois tipos de tour: o tradicional e o Marques de Casa Concha. As diferenças entre os dois também estão np site, mas optamos pelo tour tradicional que já atendia as nossas expectativas e também sai mais em conta ($14.000 – quatorze mil pesos chilenos por pessoa que são pagos na recepção).

Como chegamos à vinícola

Estávamos hospedados no La Casa Roja Hostal, no centro de Santiago, então foi bem fácil fazer o trajeto de metrô. Embarcamos na estação La Moneda (linha vermelha) e fizemos baldeação para a linha azul na estação Tobalaba. Fomos até a estação Las Mercedes e pegamos um táxi até a Concha y Toro. Em duas pessoas, gastamos cerca de $1.200 (pesos) no metrô e $3.000 (pesos) no táxi e mais ou menos o mesmo valor na volta. Achamos que saiu bem em conta, pois as agências de turismo estavam cobrando em torno de duzentos mil pesos chilenos nesse passeio. Nós gastamos em torno de $36.400 fazendo o tour por conta 😉 #ficaadica

Como foi o nosso tour (tradicional)

Começamos o tour com um lindo passeio pelos jardins e conhecendo a o exterior da casa da família Concha y Toro. Já de início, senti que valeu cada moedinha que pagamos para conhecer o lugar. E já adianto que essas fotos não mostram nem a metade da beleza da vinícola, tá?

Após os jardins, caminhamos em volta do lago e fomos diretamente à plantação, que ainda estava pequeninha devido à época. Fomos no finalzinho de inverno, então não pudemos fazer a degustação das uvas, que geralmente é feita nessa parte do passeio.

Tivemos 3 degustações de vinhos, um mais incrível que o outro, e também aprendemos as combinações de comida para cada um deles. O melhor de tudo é que ganhamos a taça exclusiva da Concha y Toro para levar pra casa <3 

A última parte do tour foi conhecer as adegas e também a principal: a adega do Casillero Del Diablo! Nessa parte, o guia deixou o grupo de brasileiros sozinhos na adega escura para ouvir a famosa lenda do vinho. E quer saber? Foi demais!

E o que mais tem na Concha y Toro?

Após o tour, você pode ficar livre pelos espaços abertos, conhecer a loja que vende vinhos e acessórios exclusivos… Ou mesmo almoçar ou tomar um café no restaurante da Concha y Toro. O lugar é muito limpo, bem conservado e rende fotos incríveis. Vale muito a pena visitar!
E aí, gostaram das dicas? Qualquer dúvida ou comentário é só deixar aqui embaixo.

Beijos,

Facebook Comments

Você também deve gostar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *